O INSTITUTO

     Tentamos marcar a primeira reunião para o mês de fevereiro de 2005, a qual não se realizou. Eu e Marcos mantivemos vários contatos através de e-mail, até que no dia 17 de novembro de 2005 conseguimos agendar o 1º encontro com alguns interessados pelo assunto, na Pizzaria Chico da Ilha, no bairro Carvoeira, em Florianópolis. Para esta reunião convidaram também o prof. Norberto Ungaretti, o qual, por ter assumido outros compromissos, não compareceu. Na ocasião estavam presentes os pesquisadores : Marcos Henrique de Oliveira Pinheiro (idealizador ou como gosta de ser chamado, Provocador), Maximiliano Pessôa (incentivador), e os colaboradores Jair Paulo, Marcos Carpes e Geraldo Figueiredo. Contamos ainda com as presenças de Elizabete Zenita Pessôa, Leci, Esposa de Marcos Carpes e Léa. Nessa reunião foram, então, traçados os primeiros planos para a concretização do nosso sonho. Marcos Pinheiro relatou que havia copiado e adaptado para a nossa realidade, o Estatuto do Instituto de Genealogia do Rio Grande do Sul, a partir do qual, Maximiliano, que pesquisou na internet outros estatutos e com a ajuda de Geraldo criaram um estatuto para o Instituto. Maximiliano se prontificou a criar uma página para o Instituto, a qual, foi criada com linguagem simples (html), ainda não publicada, foi repassada aos demais para uma análise. A partir de então, deu-se o primeiro passo na criação do Instituto de Genealogia de Santa Catarina. Jair Paulo sugeriu que fossem convidados outros genealogistas de renome no nosso Estado, principalmente alguns da lista SC-Gen. Foi aprovado que a reunião e sua finalidade fossem divulgadas e que os interessados se sentissem convidados a participar. As próximas etapas serão conquista de uma sede, para possíveis reuniões e encontros, convite a associacoes e colaboradores, manutencao e crescimento do Instituto.

       Nesta reunião, todos assinaram uma folha, que ficou como Ata e onde marcamos como, a partir desta data, criado o Instituto de Genealogia de Santa Catarina.

A segunda reunião aconteceu dia 27/03/2006, a partir de 19:30 horas, no Choupana´s Bar, de propriedade de um cunhado do colega Cesário Simões Júnior, que passara a fazer parte do grupo. Nesta reunião estavam presentes: Marcos Carpes e esposa, Geraldo Figueiredo e esposa, Cesário Simões, Jair Paulo da Silva, Maximiliano Pessoa, Toni Vidal Jochem e Marcos Pinheiro.

    Neste encontro sentiu-se a adesão importante de alguns colegas da SC-Gen. Foi sugerido que se criasse uma lista na internet, para que todos os interessados na fundação do Ingesc se fizessem presentes, mesmo que virtualmente. Jair Paulo se prontificou a criar a lista, que logo recebeu a adesão de vários colegas. Neste dia também foi proposto a realização de uma terceira em 05 de maio de 2006 e uma quarta reunião em meados de maio e meados de julho. No encontro de julho fundaríamos o Instituto de Genealogia de Santa Catarina – Ingesc.

    O terceiro Encontro realizou-se na Churrascaria Guaciara, no bairro do Estreito, Florianópolis, no dia 11 de maio de 2006. Desta reunião extraiu-se uma Ata, que será anexada a este livro logo após este pequeno histórico.

    A quarta reunião, quando foi oficialmente fundada a entidade catarinense, aconteceu no dia 13 de julho de 2006, na Churrascaria Rio-sulense, bairro do Estreito em Florianópolis-SC e dela também se extraiu uma Ata que, como a anterior, será anexada a esse livro.